Do espaço fixo ao espaço em fluxo. Fluxo e pensamento: a presença do bergsonismo

O objetivo do presente artigo é demonstrar, tomando como subsídio a produção artística desenvolvida nos espaços urbanos, o deslocamento de uma visão de espaço fixo, homogêneo, dado a priori, para uma visão de espaço móvel, que se dá a partir do fluxo de comunicação e conexão constantes; um espaço que se constrói a partir de uma cartografia líquida, engendrada fenomenologicamente e relacionalmente. A fenomenologia bergsoniana se torna uma importante fonte para o diálogo e a construção de uma fundamentação da epistemologia e percepção dos fenômenos temporais.

Autores:
Dra. Priscila Arantes e Dr. Eduardo Cardoso Braga

Download artigo (pdf)

Print Friendly, PDF & Email

4 thoughts on “Do espaço fixo ao espaço em fluxo. Fluxo e pensamento: a presença do bergsonismo

  1. Excelente espaço de construção de conhecimento!! Quanto aos termos foi pesquisar p entender melhor o que vem a ser, por exemplo, bergsoniana”. Aprender é um exercício constante!!

  2. Muito obrigado pelos elogios. Estes textos tem origem acadêmica e são um tanto quanto “pesados”. Meu projeto é escrever textos mais fáceis de ler, sem perder o rigor e a profundidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *